BCPrime

Pequenas empresas são responsáveis por 80% dos novos empregos só em novembro

Pequenas empresas são responsáveis por 80% dos novos empregos só em novembro


Postado em Empreendedorismo

Por mais que a especialidade do nosso país seja o mercado de commodities, a alta tecnologia empregada faz com que o volume de empregos gerado não seja proporcional ao volume de produção. Segundo levantamentos do Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), são os negócios de pequeno porte que têm mantido os maiores índices de contratação.

Segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que serve de base para o levantamento do Sebrae, os negócios de pequeno porte abriram mais de 60 mil vagas de emprego. Este valor corresponde a quatro quintos do total de vagas formais criadas oferecidas no mesmo período.

Embora tenha havido um número maior de demissões no mês de março, as empresas menores acumularam um somatório de 463 mil empregos ofertados. Já as empresas de médio/grande porte apresentam um somatório negativo, sendo aproximadamente 179 mil vagas fechadas.

Há muito se diz sobre as dificuldades de se abrir e fechar uma empresa, porém manter uma empresa também não é uma tarefa fácil. Uma boa análise financeira do empreendimento diz muito sobre a saúde do negócio além de ser uma fonte preciosa de indicadores que auxiliam nas decisões estratégicas. Sendo assim, a experiência e honestidade de uma boa equipe de contabilidade faz total diferença.

O presidente do Sebrae, Guilherme Afif Domingos afirma que este fenômeno se deve à maior capacidade de aproveitar as oportunidades. Sendo assim, estas empresas menores conseguem criar demanda de emprego mesmo com a crise. Dados indicam que isto se dá ainda mais na área de prestação de serviços, representando um número quatro vezes maior de contratações que os pequenos negócios da Indústria de Transformação.

A forte representatividade dos pequenos negócios aliada às baixas na taxa de juros nos permite esperar um mercado mais voltado para os setores de serviço e comércio de pequeno porte. Além do mais, o momento de crise serve quase como um incentivo para este tipo de investimento, como bem disse o presidente do Sebrae.